Leitbild
 startseite
kontakt
 

Visão do Pentecostes Weiz

Nós somos uma comunidade cristã. Nós somos inspirados a partilhar uma visão renovada do novo Pentecostes.

Nossa visão basea-se em pessoas que se guiam pelo espírito de Deus.

Pentecoste é a experiência do espírito de Deus. Nós definimos o nosso objectivo cristão como o processo de crescimento numa vida preenchida pelo espírito de Deus.

Desta maneira podemos ser abertos e confiantes para enfrentar novos desafios.

Cultivamos comunidades pequenas que partilham a vida e a fé.

Nossa visão basea-se em pessoas que mostram solidariedade.

Nós vivemos num tempo de mudança radical. Em muitas áreas da nossa sociedade a solidariedade está ameaçada. Somos confrontados com o desafio de reflectir nos nossos actos e crescer em solidariedade.

Nosso tema fundamental é: "Quanto mais espiritualidade, mais solidariedade." Nós tentamos viver a unidade de espiritualidade e solidariedade.

Nós empenhamo-nos em várias iniciativas solidárias.

Nossa visão basea-se numa igreja que fala uma língua nova.

O milagre do Pentecostes consistiu no facto de as pessoas poderem entender as diferentes línguas que os apóstolos falavam. Nós estamos a procura dessa "língua nova" que as pessoas hoje podem entender.

Enquanto tentamos encontrar essa língua, já lançámos o "Weizer Pfingstereignis" (espectáculo do Pentecostes em Weiz), o "Spiritueller Weg" (o caminho espiritual) e vários encontros com a arte. Com o mesmo objectivo gostaríamos de transformar o Weizberg, a localização desses eventos, num centro espiritual.

Somos uma comunidade ecumênica. Nas nossas igrejas procuramos vias de renovação. Consideramo-nos como "meio ofensivo" nas reformas dentro da igreja.

O desenvolvimento do nosso movimento

I. De onde viemos?

A concepção do nosso movimento era uma visão comum. Esta visão foi exprimida pela primeira vez no Pentecostes de 1989 pelos jovens de Weiz no seu musical acerca de Martin Luther King. Era uma visão de renovação da nossa igreja. Era o início dum caminho comum. Desde essa altura todos os anos, os jovens se encontravam no Pentecostes em Weiz. Dias de meditação para jovens eram a base espiritual. Pelo empenho solidário dos jovens os grupos "Axé" e "Christina lebt" (Christina vive) foram fundados. No Pentecostes de 1995 esta visão foi escrita em 10 pontos e era conhecida como "Weizer Pfingstvision" (Visão de Pentecostes) fora do Weiz. Cardeal Dr. Franz König foi o primeiro a assinar. Na mesma altura cada vez mais adultos se envolviam na realização desta visão. O resultado daqueles reuniões foi o "Weizer Pfingstereignis" (Acontecimento do Pentecostes em Weiz) com um programa cultural, espiritual e solidário. Seminários pastorais formaram a base espiritual deste movimento. O bem conhecido teólogo Dr. Paul Zulehner tornou-se num companheiro importante para o nosso movimento. Pessoas famosas como P. Henri Boulad, P. Iswar Prasad ou Sr. Ishpriya também deram contribuições importantes. Em 2001 o Caminho Espiritual era criado em Weiz como um grande projecto comum. Com o passar do tempo, o encontro com a arte moderna transformou-se numa outra característica do nosso movimento. Em 2003 realizou-se pela primeira vez um seminário Pentecostes para os líderes. Nós visualizamos o nosso movimento como sendo aberto num ambiente dinâmico.

II. Quem somos?

Nós somos uma comunidade de pessoas que basea-se na doutrina cristã. Nós
somos guiados por uma nova visão do Pentecostes.
Nossa visão basea-se em pessoas guiadas pelo Espírito Santo.
Nossa visão basea-se em pessoas que mostram solidariedade.
Nossa visão é uma igreja comum que fala uma nova língua. Nosso logotipo é o tau, que é o símbolo bíblico da salvação. Francisco de Assis usava-o há 800 anos como um sinal de identificação do seu movimento, que começava com uma visão. Para nós simboliza o nosso lema: "Quanto mais espiritualidade, mais solidariedade."

III. Qual é a nossa base?

Nós vivemos numa altura de profundas mudanças. Também a nossa igreja encontra-se numa situação de transição. Somos confrontados a pensar e organizar o nosso presente. Nossa visão do "novo Pentecostes" dá-nos orientação de como confrontar esse desafio.

1. Pentecostes

O Pentecostes é o experiência da renovação do espírito de Deus. O Pentecostes é o sinal da benevolência de Deus perante a humanidade que é um presente que não pode ser planeado ou organizado. É despertar, renovar por dentro. O Pentecostes também pode ser visto como o poder criativo de Deus que torna-se visível através de actos humanitários bem como o processo de crescimento pessoal-espiritual dentro duma vida em espírito de Deus. Na tradição cristã o Pentecostes é o 50° dia depois da Páscoa. É a conclusão da Páscoa: Algo completamente novo está a começar. Neste sentido o Pentecostes é o início duma nova pessoa e por isso também o início duma nova humanidade.

2. "Novo Pentecostes"

O termo "Novo Pentecostes" provem do papa João XXIII. Ele tinha a esperança que um "Novo Pentecoste" começaria no Segundo Concílio Vaticano. No seu sermão de Pentecostes o cardeal Dr. Franz König dizia: "Espero um Novo Pentecostes do vosso encontro em Weiz". A esperança está viva. Vive em cada um de nós. Se todos os dias criarmos espaço para o Espírito Santo, estaremos abertos e seremos capazes de nos engajar verdadeiramente em coisas novas. O milagre do Pentecostes consistiu no facto de as pessoas das diferentes nações serem capazes de entender os apóstolos nas suas diferentes línguas encontrando assim o caminho para Deus. Nós procuramos por esta "nova língua", para que as pessoas hoje possam nos entender. Só se os nossos actos reflectirem o nosso espírito, as nossas palavras serão de confiança. A variedade das diferentes línguas poderá então tornar-se numa bênção.

3. Visão de Pentecostes e espiritualidade

Numa era de números exactos e balanços contabilísticos, acreditamos numa experiência cada vez mais crescente do mistério de Deus. Concordando com o teólogo Karl Rahner acreditamos que "o cristão do futuro será um místico, alguém que já teve algumas experiências ou não existirá mais. O futuro da igreja vai se basear em pessoas espirituais que por causa de experiências místicas decidem conscientemente viver como Cristãos.

4. Visão de Pentecostes e solidariedade

A visão do Pentecostes é baseada no princípio de união espiritual e solidariedade. "O que quer que tenhas feito para um dos meus irmãos, fizeste-o para mim também." (Mateus 25:40) Assim nosso lema é "Quanto mais espiritualidade, mais solidariedade." Em termos bíblicos nos consideramos como luz e sal do mundo, isso para dizer, nós queremos criar e manter a qualidade de vida para os outros e queremos remediar abusos.

5. Visão do Pentecostes e a igreja

A visão do Pentecostes é um movimento ecumênico. Nós tentamos enriquecer a vida das nossas paróquias católicas e protestantes. Nós vemos a estrutura da paróquia e congregação como uma base importante para o nosso trabalho. Na nossa paróquia em Weiz lançamos a iniciativa de conselho paroquial. Não queremos limitar o nosso trabalho somente em Weiz, nós queremos também espalhar o espírito da visão do Pentecostes para fora de Weiz. Nos consideramos como "ofensiva no meio do caminho" no meio de reformas internas das igrejas. Nos focamos mais em compromissos do que em palavras.

6. Visão do Pentecostes e jovens

O início do nosso movimento foi fortemente formado por jovens. Muitas iniciativas e ideias continuam a ser desenvolvidas pelo entusiasmo dos jovens.

7. Visão do Pentecostes e arte

Respeitamos a arte contemporânea como uma forma desprotegida e assim cada vez mais realista, da percepção criativa do nosso mundo e da nossa era. O encontro com a arte é parte do nosso esforço de encontrar a nova língua. A arte cria espaços mais concentrados e não ordinários, em que humanos podem encontrar o caminho para as suas verdadeiras identidades e para os outros. Daí, arte está relacionada com espiritualidade.

8. Visão do Pentecostes e líderes

Nos seus campos de trabalho, os líderes são importantes pontos focais e multiplicadores de possibilidades relevantes para o futuro. A visão do Pentecostes também tem como objectivo a renovação social. Por isso, líderes são parceiros importantes do diálogo. As ideias cruzadas-ligadas dos líderes podem oferecer um grande recomeço. A nossa iniciativa simpósio do Pentecostes é baseada nessa convicção.

9. Visão do Pentecostes e compromisso pessoal

A visão do Pentecostes conta com a liberdade e responsabilidade de cada pessoa individualmente. Primeiro, é necessário viver uma identidade cristã no ambiente social de cada um. A espiritualidade deve ser mostrada em todos os dias da vida. Todas as pessoas dão forma a visão do Pentecostes com a sua/eu seu único e especial dom. O propósito do Pentecostes não é primeiro organizar algo; o "ser" é mais importante que o "fazer".

IV. O que fazemos?

♦ Nós executamos várias tarefas em diferentes paróquias e congregações.

♦ Nós realizamos seminários pastorais para providenciar experiência espiritual para as pessoas.

♦ Nós organizamos exercícios espirituais, seminários espirituais e viagens para Assis, Roma e Benares.

♦ Nós cuidamos do caminho espiritual em Weiz.

♦ Nós damos suporte a associação "Christina lebt" (Christina vive) e estamos envolvidos na integração e cuidado em casa das pessoas incapacitadas nas redondezas de Weiz.

♦ No grupo "Axé" nós suportamos o antigo capelão Günter Zgubic que agora é responsável pelo pastoral de cuidados nas prisões do Brasil.

♦ Nós organizamos o evento anual de Pentecostes em Weiz.

♦ Estamos em constante contacto com artistas e integramos a arte no nosso trabalho.

♦ Nós promovemos pequenas comunidades em que a fé e a vida são partilhadas.

V. Que estrutura nós temos?

Nós temos deliberadamente uma estrutura muito aberta e livre. Não há sócios; todos que partilham a nossa visão de Pentecostes podem se juntar a nós para rezar e engajar-se. O nosso movimento é liderado por "equipa 7" que realiza encontros mensais. Todos os grupos, iniciativas e equipas que fazem parte da visão Pentecostes são representados pelo chamado "círculo 30".

Nossa organização
A visão do Pentecostes de Weiz é dirigida colectivamente, confiando nos conselhos do Espírito Santo. "Por onde vem dois ou três em meu nome, lá estou eu com eles." (Mateus 18,20)

"Noite conciliária": Todos aqueles que se sentem conectados espiritualmente com a visão do Pentecostes tem a possibilidade de participar na "noite conciliária". As metas desta noite são fazer ligações, adquirir um profundo entendimento espiritual e procurar o caminho certo na vida conjunta. Outras características desta noite são a abertura e a diversidade.

Círculo 30: Todos os grupos e iniciativas da visão do Pentecostes bem como os padres das paróquias católicas e protestantes são representados neste grupo. Este círculo de líderes encontram-se cinco vezes ao ano e consiste em aproximadamente 30 membros. Mudanças da adesão dos membros são decididas de forma amigável dentro do círculo 30.

Equipa 7: É constituída aproximadamente por 12 pessoas, o mesmo número para homens e mulheres, que encontram-se uma vez por mês. Como equipa encarregada, é responsável pela revisão da organização da visão do Pentecostes. Mudanças da adesão dos membros são feitas amigavelmente dentro da equipa.

Supervisor e coordenador: Ela/Ele é nomeado para essa posição pelo Bispo. Ela/Ele contribui com a sua formação e habilidade de liderança para esse cargo. Através dela/dele é assegurado que o movimento seja integrado na paróquia local.

VI. O que queremos?

♦ Nós queremos formar a nossa vida social e pessoal através da relação espiritual com Deus.

♦ Nós queremos falar acerca das nossas experiências espirituais.

♦ Nós queremos suportar minorias, forasteiros e pessoas em desvantagens.

♦ Nós queremos uma correlação activa entre diferentes grupos da nossa sociedade.

♦ Nós queremos encontrar caminhos para "viver" na igreja sob as circunstâncias de hoje.

♦ Nós queremos construir a igreja do futuro.

♦ Nós queremos ter coragem para coisas novas.

♦ Nós queremos fazer parte da expansão do evangelho.

♦ Nós queremos apelar as pessoas em diversas formas.

♦ Nós queremos apreciar o valor da diversidade.

♦ Nós queremos convidar pessoas a juntarem-se no caminho da visão do Pentecostes.

VII. Quais são as nossas ênfases?

1. Nós progressivamente convidamos pessoas de fora de Weiz para o evento do Pentecostes em Weiz.
2. Nós promovemos o caminho espiritual como o caminho moderno para peregrinos.
3. Nós ajudamos a desenvolver Weizberg em centro espiritual.
4. Nós trazemos o espírito renovado para a nossa igreja.
5. Nós integramos o espírito de solidariedade dentro da nossa sociedade.

 

 

 

 

 
lageplan presse links archiv   english português italiano magyar slovenšcina